Alerta para o uso de Plástico:


Foto: iStock

Ambientalistas chamam atenção para o maior poluidor dos últimos anos. Veja 5 dicas de como economizar no uso diário do plástico 

O ano de 2018 ainda nem acabou, mas já podemos dizer que no meio ambiente uma das pautas mais repercutidas foi o uso excessivo de plástico. E não poderia ser diferente, após a ONU (Organizações das Nações Unidas) comunicar que esse material é atualmente o maior poluente do mundo, previsões apontam que em 2050 o provável é existir mais plástico nos mares do que peixes. É para se preocupar mesmo.

Apesar de ser um material consideravelmente econômico, pois consome poucos recursos (apenas 4% do petróleo consumido no mundo ocidental se destina à produção de plástico), o uso exagerado do produto está causando sérios danos para oceanos e florestas. De todo o lixo que produzimos, cerca de 10% é destinado ao plástico, e praticamente nada é reutilizável. Para decomposição desse material, é necessário em média 450 anos.

Mesmo após o período de decomposição, as sacolas, garrafas de água, canudos, entre outros materiais derivados do petróleo nunca se degradam por completo. O plástico apenas se quebra em pedaços cada vez menores, em um processo de decomposição que pode levar até centenas de anos.

Quando quebrado em pedaços, circunstância nomeada de microplástico, as pequenas partes são levadas até o oceano, impactando a fauna e a flora marítima. O microplástico também afeta a vida dos animais marítimos, que confundem as partículas com seu alimento e ingerem.

Se ainda não se deu por satisfeito sobre os malefícios causados por esse produto, saiba que você também pode ser atingido por ele. As fibras plásticas, encontradas na água tanto de torneira quanto engarrafadas, podem transportar toxinas do meio ambiente para o corpo humano.

Diante das desvantagens que o plástico traz e pensando no consumo sustentável, segue cinco dicas de como reduzir o consumo de plástico no dia a dia:

1. Repense nos materiais utilizados no dia a dia: uma revisão nos seus hábitos de consumo é importante para quebrar padrões e reduzir ao máximo o uso de plástico. Comece realizando a troca de embalagens de plástico por vidro ou papel.

2. Ecobags: as ecobags já são mais conhecidas no mercado, mas é válido reforçar a importância de investir nesse produto. Supermercados das cidades grandes, como São Paulo, já estão cobrando dos clientes por cada sacola levada, incentivando o uso das sacolas retornáveis.

3. Recipientes reutilizáveis e garrafinha de água: uma pessoa que almoça fora de segunda até sexta-feira e leva seu almoço diariamente em uma embalagem descartável, no final da semana contribuirá com no mínimo cinco embalagens no lixo. Caso você tenha essa rotina, opte por levar em recipientes reutilizáveis, além de ajudar com a natureza, vai ajudar no seu bolso. Troque também os copos plásticos por uma única garrafinha de água, se possível, escolha uma de vidro ou livre BPA, essa troca será viável para sua saúde.

4. Cozinhe: além de não ter muitos benefícios nutricionais, a área de congelados é cheia de embalagens desnecessárias que enchem os lixos. Evitar passar por ela pode ajudar você a acabar com dois males de uma vez só.

5. Descarte corretamente: muitas vezes não tem jeito de seguir as dicas acima e precisamos utilizar o plástico. Quando isso acontece, caso não for possível reutilizar ou reciclar, é importante realizar o descarte correto do material. Separe os itens por tipo de material, limpe-os e coloque na lixeira vermelha da coleta seletiva. Se seu bairro ou cidade não tem coleta seletiva ou se você ainda tiver dúvidas de como descartar, acesse a seção Postos de Reciclagem do Portal eCycle e veja onde fazer o descarte correto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>