Dia Mundial do Vaso Sanitário


Foto: iStock

Você sabia que no dia 19 de novembro é comemorado o Dia Mundial do Vaso Sanitário?

Hoje (19/11) é comemorado o Dia Mundial do Vaso Sanitário. Não é uma data muito popular e, muitas vezes, é levada como algum tipo de brincadeira. Mas acredite, mesmo sendo uma comemoração um pouco estranha à primeira vista, carrega um tema muito importante e que deve ser debatido: a falta de saneamento básico para bilhões de pessoas.

O “World Tollet Day”, como é conhecido internacionalmente, tem como objetivo conscientizar as pessoas e os governos sobre a enorme quantidade de comunidades que não possuem acesso a um vaso sanitário limpo e com sistema de saneamento adequado. Dados da Organização Não Governamental (ONG) WaterAid, que se dedica a ajudar pessoas a escaparem da pobreza e doenças ligadas à falta de água potável e saneamento, informam que uma em cada três pessoas no mundo não tem acesso a saneamento básico. Os problemas causados pela ausência de tratamento de esgoto ou água potável vão muito além do que podemos imaginar, pois desencadeia várias doenças que poderiam ser evitadas, como malária, diarreia, gripes e infecções.

O Dia Mundial do Vaso Sanitário foi proposto em 2001 pelo empresário cingapuriano Jack Sim, atualmente conhecido como “Sr. Sanitário”. Em junho de 2003, a data foi reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU). Desde então, atividades e discussões para conscientização sobre a importância de assegurar um saneamento adequado para toda a população são propostas em todos os países.

Como eu posso ajudar?

Percebendo a importância desse sistema e todas as consequências que sua falta pode fazer, surge a pergunta: como eu posso ajudar? A Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), Instituto Trata Brasil, atua desde 2007 para que o cidadão seja informado e reivindique a universalização do serviço básico essencial, e tem algumas sugestões do que é possível realizar em prol do saneamento:

  1. Formar grupos de voluntários do saneamento local e convidar os moradores e a prefeitura para ajudar;
  2. Organizar reuniões de estudo nos espaços da comunidade para melhorar o saneamento básico;
  3. Descrever os problemas causados pela falta de saneamento e esgoto, com objetivo de informar outras pessoas;
  4. Capacitar os jovens da comunidade para pesquisas sobre as necessidades de saneamento na comunidade;
  5. Apresentar os resultados da pesquisa à comunidade e definir ações com a colaboração da prefeitura;
  6. Acompanhar as ações e comunicar as informações para a comunidade;
  7. Descobrir, analisar e acompanhar quais foram as propostas sobre saneamento dos candidatos eleitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>