Acidentes com equipamentos a gás


Falta de manutenção preventiva é a principal causa de acidentes com equipamentos a gás.

Com a chegada do Inverno e as baixas temperaturas, os equipamentos a gás são boas opções para um ambiente confortável, mas para que o uso seja seguro, é preciso prestar atenção em todos os detalhes. O monóxido de carbono é um gás silencioso produzido através da queima de combustíveis como gás de cozinha, gasolina, querosene, carvão ou madeira. Ou seja, aquecedores, chuveiros, motores, estufas e até mesmo fogões de cozinha que não estejam funcionando corretamente podem produzir esse gás. O assunto envolve conhecimentos técnicos e nem sempre o morador conhece todos os riscos, mas neste caso, para evitá-los, a melhor opção é sempre manter a manutenção preventiva em dia.

O problema é que esse gás em questão não tem cheiro, por isso, é fácil um vazamento passar despercebido e a sua inalação pode ser fatal. O gás natural e o gás liquefeito de petróleo (GLP), comuns nas residências dos brasileiros, também não possuem cheiro, mas, no Brasil, recebem a adição de etil mercaptana, um produto cujo odor desagradável ajuda a detectar o vazamento, já que também são gases altamente inflamáveis. Como o monóxido é um gás vindo de uma queima, não tem como adicionar algo que dê cheiro a ele.

Os sintomas da inalação desse produto são dores de cabeça, tonturas, fraqueza, dores abdominais, vômitos, dor no peito e confusão mental, sem esquecer que ele pode levar a morte. Com isso, fica claro a importância de ficar alerto, a melhor forma de evitar acidentes é a prevenção. Anote algumas dicas:

– O ideal é manter os aquecedores sempre em um local arejado. Em nenhuma hipótese instale ou guarde em locais fechados ou sem janelas;
– Aquecedores ou qualquer outro aparelho doméstico movido a gás, óleo ou carvão devem passar por vistoria técnica ao menos uma vez por ano;
– Na instalação e fixação de produtos a gás deve-se seguir à risca o manual de instruções, sendo necessária também uma revisão técnica, pois se estiver em más condições de uso, como empoeirado, fios soltos e mau cheiro, pode causar um curto-circuito e até provocar incêndios;
– Nunca use um fogão para aquecer a casa;
– Instale detectores em casa para mais segurança. Esses dispositivos, geralmente pequenos e que funcionam com pilhas ou baterias, servem para alertar em casos de vazamentos;
– Caso sinta os sintomas e suspeite de vazamento de monóxido de carbono, deixe o local imediatamente e procure os serviços de emergência.
– Cuidar das conexões e dos engates também é importante para manter a segurança do seu lar. Procure sempre produtos de qualidade que mantenham o bom funcionamento dos equipamentos.

Gás comum no Brasil pode provocar explosões e incêndios:  
O gás liquefeito de petróleo (GLP) é o mais comum no Brasil. Usado em milhares de residências e até nos grandes centros, seu uso é preferência para botijões e até mesmo aquecedores pelo seu transporte econômico e de fácil armazenamento. Esse gás é formado pela combinação de butano e propano, dois gases derivados do petróleo e altamente inflamáveis. Quando não realizadas as manutenções e os cuidados necessários, um simples acionar de um interruptor de luz pode provocar uma explosão catastrófica. Todos os anos acontecem no Brasil uma quantidade alarmante de acidentes ocasionados pela explosão de vazamento desse gás. E esses casos vêm aumentando ano a ano, sendo uma estatística preocupante e desastrosa. A falta de manutenção é a principal causa de acidentes. Fique muito atento!
Investir em bons produtos também é necessário:
Para prevenir e garantir a segurança da sua residência, a qualidade dos produtos utilizados é fundamental. A Censi possui diversos itens que oferecem segurança e tecnologia, como kits completos para aquecedores, engates extensíveis, registros e adaptadores, entre outros que você confere aqui. Além de investir em bons produtos, procure um profissional da área qualificado para fazer a instalação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>